Madonna e Pharrell Williams lançam “Give It 2 Me”

sábado, maio 31st, 2008

Se você não consegue mais escutar 4 segundos de “4 Minutes”, o primeiro single de Harrd Candy, parece que agora Madonna acertou. Chamou harrell Williams – produtor das melhores faixas do disco – e juntos lançam o vídeo de “Give It 2 Me”, um dos destaques do álbum.

Madonna

O começo lembra “Hung Up”, com a loira dançando em uma sala espelhada, mas logo ganha cara de editorial de moda. Por sinal, o trabalho dirigido pelo fotógrafo Tom Munro foi gravado durante a sessão da cantora para a revista Elle.


Clipe de “Give It 2 Me”

Vale destacar as cenas da cantora de calcinha. A idade fez bem para a cantora.

Moby quer pagar 10 mil dólares para o melhor vídeo de “Ooh Yeah”

sexta-feira, maio 30th, 2008

Moby

Moby lançou em seu site, para os quatro cantos do mundo participarem, um concurso no qual o ganhador (escolhido pelo artista) levará um prêmio de 10 mil dólares. Para garantir a bolada, basta fazer uma vídeo para a canção “Ooh Yeah”, do disco Last Night.

As inscrições devem ser realizadas no site especial, o MobyGratis, com instruções do concurso. Além do prêmio em dinheiro, o vídeo ganhador será lançado e conhecido como videoclipe oficial da faixa.

Assista ao trailer de ‘Burn After Reading’, dos irmãos Coen

sexta-feira, maio 30th, 2008

Burn After Reading (já falei dele aqui), no melhor estilo humor negro, é o projeto pós-Oscar dos irmãos Coen.


Trailer de Burn After Reading

Com um elenco desses, não dá nem para saber se é Brad Pitt, John Malkovich, George Clooney, Tilda Swinton ou Frances McDormand que rouba a cena. A estréia está prevista para setembro nos Estados Unidos.

Kanye West lança a terceira (e última) versão para o vídeo de “Flashing Lights”

quinta-feira, maio 29th, 2008

Depois de lançar dois vídeos promocionais para a canção “Flashing Lights”, do álbum Graduation, Kanye West libera a terceira e última versão de videoclipe para a música.


Clipe (3.0) de “Flashing Lights”

O trabalho se passa numa mansão assombrada e segundo o pessoal do Stereogum é como se “a ‘Família Addams’ fosse um filme de horror (…) uma combinação de ‘Os Outros’ com algo do Smashing Pumpkins perdido nos anos 90”.

Dá para perceber que não é grande coisa. Por isso, fica a dica para assistir a melhor versão lançada.

Sally Grosart faz arte em papel com caras conhecidas da música, da televisão e do cinema

quinta-feira, maio 29th, 2008

A fotógrafa Sally Grosart criou uma série de toys de papel com artistas que retratou em suas fotos ao longo da carreira. Há uma infinidade de músicos e atores para você escolher um modelo, imprimir, recortar, montar e colocar em sua escrivaninha.

Flaming Lips - Sally Grosart
The Flaming Lips
Dave Grohl e Josh Homme - Sally Grosart
Dave Grohl (Foo Fighters) e Josh Homme (Queens of the Stone Age)
Feist - Sally Grosart Win Butler - Sally Grosart Beck - Sally Grosart Lightspeed Champion  - Sally Grosart
Feist, Win Butler (Arcade Fire), Beck e Lightspeed Champion

Vale destacar a versão de papel do Dr. House (aqui) e a de Bill Murray (aqui) no uniforme dos Caça-Fantasmas. Mas, eu quero mesmo é montar (aqui) uma Jenny Lewis, a vocalista do Rilo Kiley, para mim.

Mais imagens e modelos no Flickr da artista.

‘9mm: São Paulo’ é a primeira atração da Fox Internacional produzida no Brasil

quinta-feira, maio 29th, 2008

9 mm - São Paulo

A Fox International produziu no Brasil 9mm: São Paulo, a primeira minisérie original do grupo na América Latina.

Com cara de Tropa de Elite encontra C.S.I. e The Shield, os episódios são inspirados em casos policiais e seus resultados. Além das tramas, a série procura revelar o desafio dos profissionais que trabalham na divisão de homicídios da Polícia Civil paulistana e, ao mesmo tempo, contrastar suas vidas pessoais.


Teaser de 9mm: São Paulo

Com um renomado elenco, a minissérie conta com a participação de mais de 100 atores, com destaque para Norival Rizzo, Luciano Quirino, Clarissa Kiste, Marcos Cesana e Nicolas Trevijano. A estréia acontece dia 10 de junho, às 22 horas, no canal da Fox. Parece interessante, não?

A volta dos islandeses do Sigur Rós, as 50 melhores trilhas sonoras de todos os tempos, Scarlett Johansson entrevista Debbie Harry e vice versa, Pharrell Williams desenha jóias para a Louis Vuitton, trechos do filme de Charlie Kaufman, as novas músicas de Imogen Heap, celebridades envelhecidas anunciam clínica cirúrgica e clipes para assistir no meio da semana

quarta-feira, maio 28th, 2008

Sigur Ros - Með Suð I Eyrum Við Spilum Endalaust ▪ A banda islandesa Sigur Rós lança no próximo mês o seu novo disco, o quinto da carreira, Með Suð I Eyrum Við Spilum Endalaust. O trabalho traz a primeira canção em inglês do grupo, na voz de Jón Thor Birgisson, com contribuições do Amiina e mais de 90 pessoas tocando ao mesmo tempo em uma das faixas.

O álbum co-produzido pela banda e Flood (Smashing Pumpkins, NIN) chega às lojas no dia 23 de junho na Europa. A faixa “Gobbledigook” está disponível para download no site da banda.

30 Rock sem Alec Baldwin? (via ny post)

MagnóliaTrainspotting, Pulp Fiction, Purple Rain e Laranja Mecânica. Essas são algumas das 50 melhores trilhas sonora de todos os tempos, segundo o pessoal do Gigwise. Uma das minhas trilhas favoritas (de todos os tempos) não está na lista, mas aqui vou dizer qual é: a do filme Magnólia.

▪ A “Umbrella” de Inri Cristo. (assista)

Choke ▪ Lançado o trailer de Choke, projeto adaptado da obra de Chuck Palahniuk – o escritor de O Clube da Luta. O filme conta a história de Victor Mancini (o ator Sam Rockwell), um viciado em sexo que vai aos restaurantes e finge que está se engasgando para conseguir dinheiro e pagar o tratamento psiquiátrico da mãe. (assista)

Blason é a coleção de jóias desenhadas por Pharrell Willams e Camille Miceli para a Louis Vuitton. Sobe o som e assista a coleção.

▪ Um anúncio para divulgar uma clínica de cirurgia plástica traz versões envelhecidas de Paris Hilton, Angelina Jolie e Shakira. Imagens em alta aqui.

Paris Hilton Angelina Jolie Shakira

Imogen Heap continua com seus vblogs da produção do novo álbum previsto para setembro. Essa semana, ela apresenta trechos das inéditas “Tidal” e “Wait It Out”. (assista)

Jennifer HudsonAssista a três trechos de Synecdoche, New York, estréia de Charlie Kaufman na direção. O filme acompanha um diretor de teatro (Philip Seymour Hoffman) que pretende criar uma réplica de Nova York dentro de um galpão para sua peça.

▪ Evolução dos celulares desde 1985. (via por acaso)

▪ Scarlett Johansson e Debbie Harry falam sobre música, o disco de estréia da atriz, os 30 anos de Parallel Lines do Blondie e muita bebida no Artist on Artist. Assista.

Scarlett Johansson e Debbie Harry

▪ Vote nos sete DJs internacionais que devem tocar no Skol Beats. Você tem até o dia 8 de junho para fazer isso. Corre no site do festival.

Jennifer Hudson ▪ Alguém lembra de Jennifer Hudson? Ganhadora do Oscar por sua atuação em Dreamgirls? O tempo passou e, somente agora, ela pretende lançar o seu disco de estréia. O trabalho chega às lojas em setembro e o primeiro single “Spotlight” está disponível em seu MySpace.

▪ Cannes 2008. A brasileira Sandra Corveloni, de Linha de Passe, leva o prêmio de melhor atriz. Já a França fica com o prêmio principal. (via blog do vinícius)

Tricky - Council Estate ▪ Plus vídeos: a guerra do Ratatat inspirada numa trilha sonora de Bollywood em “Mirando” (assista), a melancolia amorosa alt-country do Band of Horses em “No One’s Gonna Love You” (assista), o trip-hop arranjado de Tricky em “Council Estate” (assista) e Thao Nguyen guiada por um banjo juvenil em “Swimming Pools” (assista).

Review: Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

terça-feira, maio 27th, 2008

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal traz elementos essenciais da série do arqueólogo: piadinhas, aventura extremamente exagerada, mitologia, personagens carismáticos e o saudável capitalismo norte-americano na figura do herói. Para quem esperou quase vinte anos pelo retorno de Indiana, identifica-se com as referências dos filmes anteriores – de personagens a artefatos, como a volta da atriz Karen Allen e a arca perdida da fita de 1981.

Dr. Jones está velho, faz graça com a idade e continua sendo um ser praticamente imortal. Quando a ação começa a guiar o projeto (e obviamente você está preparado para situações surreais), o longa toma forma auxiliado dos acordes clássicos de John Williams.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

O Reino da Caveira de Cristal está longe de ser o melhor filme da série, assim como sua trama que não é tão interessante como as anteriores. No entato, com elementos primordias como uma vilã classuda (Cate Blanchett entrega-se ao papel) equilibrada com a doce Marion Ravenwood (a carismática atriz Karen Allen), o filme se sustenta até o fim tranquilamente.

Se a idade parece ser avançada para limitar as peripécias de Jones, o seu espírito aventureiro continua intacto. A idéia de aposentar o ator e passar o chapéu ao astro Shia LaBeouf (de Transformers), não funciona pela falta de carisma e ar “frangote” do garoto.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal

A volta do personagem é uma grande oportunidade de apresentar o “herói humano” mais interessante do cinema para uma geração que parece nem saber quem ele era até semana passada e desconhecia a falta de originalidade em A Lenda do Tesouro Perdido. Porém, se fosse preciso esperar mais 19 anos a volta de Indy, o entusiasmo possivelmente não seria o mesmo desse tempo de espera.

Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal (Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull, EUA, 2008)
Direção: Steven Spielberg
Com: Harrison Ford, Shia LaBeouf, Cate Blanchett, Ray Winstone, Karen Allen, John Hurt, Jim Broadbent. 123 min.

Marketing de ‘Fim dos Tempos’ assusta australianos

segunda-feira, maio 26th, 2008

Fim dos Tempos

Fim dos Tempos, novo filme do cineasta M. Night Shyamalan (O Sexto Sentido), começa a fazer suspense fora das telas. Para promover o material, um marketing viral foi realizado na Austrália, um flash mob, com pessoas desmaiando no meio das ruas e assustando cidadãos que assistiram a cena.

O filme descrito como um “thriller paranóico” entre homem versus natureza, com suicídios em massa, tem estréia prevista para junho. Ficou curioso? Assista ao trailer, “proibido” para menores, do filme.

A disciplina musical de James Mollison em livro

segunda-feira, maio 26th, 2008

Durante o período de três anos, James Mollison esteve em vários shows de música, pelos Estados Unidos e Europa. No final de cada espetáculo, convidava as pessoas para uma sessão de fotos em seu estúdio móvel. O resulto é The Disciplines, livro com lançamento marcado para outubro.

As imagens são baseadas em pessoas caracterizadas em seus artistas favoritos. Dá para dizer quem é fã de quem só olhando. Tem de Marilyn Manson a Klaxons, de The Gossip à Madonna, de Missy Elliott a Iggy Pop.

Disciplines - Marilyn Manson
Disciplines - Klaxons
Disciplines - Iggy Pop
Disciplines - Madonna
Disciplines - The Gossip
Disciplines - Missy Elliott
Disciplines - Radiohead

via popload