Entrevista: SOFI TUKKER

sexta-feira, 7 abril de 2017 11:40

SOFI TUKKER

O duo SOFI TUKKER, formado por Sophie Hawley-Weld e Tucker Halpern, atravessa fronteiras com seu pop dance transcendental, sedutor e recheado de versos em português que soam como mantras.

Após garantir uma indicação ao Grammy de Melhor Gravação Dance, com o estourado single “Drinkee” do EP de estreia Soft Animals, a dupla desembarca no país para show único em São Paulo e tirou uns minutinhos para conversar com o TECOAPPLE.com:

Em primeiro lugar, como vocês se conheceram e começaram a fazer música juntos?

Tucker Halpern: Nós nos conhecemos na Universidade. Eu era DJ de música house e a Sophie tocava bossa nova acústica, então eu a assisti tocar numa galeria de arte e quis fazer um remix de uma música porque eu estava viciado naquilo. Começamos a trabalhar juntos e foi isso.

Onde encontram inspiração para as músicas?

Sophie Hawley-Weld: De todos os lugares. Principalmente, vendo as pessoas dançando, saindo para clubes noturnos e dividindo músicas de outros lugares. Também com experiência de estar em outros países e conhecer sons diferentes.

E quem são os artistas que vocês gostariam de trabalhar?

Tucker: Eu gostaria de trabalhar com Stromae, Jamie xx, Lorde…

E os brasileiros?

Tucker: Nós amamos a Karol Conka…
Sophie: Céu, Gilberto Gil,…



Sobre o hit “Drinkee”, qual foi a ideia principal na hora de criá-lo? E vocês precisam beber “caipirinha” no Brasil, certo?

Tucker: Eu ainda não provei.
Sophie: Eu já estava cantando o poema do Chacal [do qual os versos de “Drinkee” saíram] então quando eu e o Tucker começamos a trabalhar juntos, concordamos que precisávamos colocar uma guitarra elétrica e criar uma espécie de mantra.
Tucker: Nós estávamos no estúdio naquele dia e eu disse para a Sophie tocar guitarra elétrica ao invés de seu violão. Ela nunca tinha feito aquilo. Pedimos uma guitarra emprestada a um amigo, ela tocou aquele riff de “Drinkee” e ficou muito bacana.

E quando a Sophie canta em português, você sabe o que ela diz nos versos?

Tucker: Ela sabe o que está dizendo. Eu não. Agora, eu até tenho uma ideia é óbvio. Mas eu não falo português.

Como vocês tiveram contato com os poemas de Paulo Leminski para usar em sua canção “Johny”?

Sophie: Na verdade, eu conheci o trabalho dele através do meu professor da universidade quando me pediram para recitar um poema dele. Quando fiz aquilo em sala, ficou ecoando e eu sabia que precisava cantar e fazer algo com a minha guitarra.


SOFI TUKKER

Pra as pessoas que ainda não assistiram aos seus shows ao vivo e não sabem o que esperar, como são suas apresentações?

Tucker: É muito louco. Nós dançamos muito, nos divertimos, temos coreografia, toco guitarra, temos essa escultura gigante que chamamos de ‘book tree’, um instrumento com sons pré-gravados, e temos plantas por todos os lados para criar este mundo que queremos viver como numa aventura.

Alguma surpresa para os fãs do Brasil no show?

Tucker: Há muitas músicas novas que queremos tocar e temos um cover que queremos fazer.

Quais são os planos do SOFI TUKKER para este ano? Vocês irão lançar o disco de estreia?

Sophie: Nós temos muitas músicas novas. Ainda não sabemos se vamos lançar um álbum ou se vamos lançá-las separadamente. Mas, certamente, vamos lançá-las, mas ainda não sabemos em que formato.

Tucker: Vamos tocar muitas delas no sábado.




QUEM: SOFI TUKKER
QUANDO: Sábado, 08 de Abril – Abertura: 19:00
ONDE: Audio Club | Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca – São Paulo – SP
INGRESSOS: ticket360.com.br

COMENTÁRIOS